Post do portal SustentArqui apresenta um achegante refúgio em bambu, que mais parece uma casa na árvore, como destaque de um resort ecológico em Acapulco. Que além de utilizar materiais naturais também conta com energia solar e ventilação natural.

Em um trecho exuberante da praia, no México, ao norte de Acapulco, encontra-se um resort chamado Playa Viva. Recentemente eles inauguraram uma nova suíte, com dois níveis, projetada pela empresa de Chicago, Deture Culsign. Feita de bambu, a “casa na árvore” cilíndrica oferece uma vista deslumbrante sobre o Oceano Pacífico.

 

Fonte: http://sustentarqui.com.br/construcao/refugio-em-bambu-em-resort-ecologico/

Países em desenvolvimento apresentam grandes demandas por concreto armado, mas frequentemente não contam com os meios de produzir todo o aço necessário para suprir essas demandas. Ao invés de se colocar à mercê do mercado global dominado por países desenvolvidos, o Future Cities Laboratory de Singapura sugere uma alternativa a esse bem manufaturado: o bambu. Abundante, sustentável e extremamente resistente, o bambu tem o potencial de se tornar futuramente um substituto ideal nos locais onde o aço não pode ser produzido. 

Nos ensaios de resistência, o bambu se mostra mais adequado que a maior parte dos outros materiais, inclusive o concreto armado. Ele alcança essa resistência devido à sua estrutura tubular oca, um produto da evolução ao longo de milênios para resistir aos esforços do vento em seu habitat natural. Essa estrutura leve também se mostra fácil de colher e transportar. Devido ao seu crescimento incrivelmente rápido em diversas partes do mundo, o bambu é também extremamente barato. 

Fonte: http://www.archdaily.com.br/br/621054/bambu-uma-alternativa-viavel-ao-concreto-armado

A Casa LIFT (Low Income Flood-proof Technology ou, em português, Tecnologia à prova de Inundações de Baixo Custo) foi projetada e construída por Prithula Prosun em Dhaka, Bangladesh, como uma solução inovadora e sustentável para as comunidades pobres que vivem em áreas propensas a inundações. Milhões de pessoas perdem suas vidas nas inundações que acontecem devido ao transbordamento dos rios, aos sistemas inadequados de drenagem e às chuvas das monções. Especialistas em mudança climática preveem que as inundações se agravarão com o derretimento das geleiras do Himalaia, sobrecarregando as redes fluviais do país.

Como parte de sua tese na Universidade de Waterloo, Prosun projetou a casa de modo a flutuar com o aumento do nível da água, retornando ao solo quando as águas baixam. 

Mais informações e imagens…

 

Fonte: http://www.archdaily.com.br/br/01-151698/casa-de-bambu-em-bangladesh-flutua-em-caso-de-inundacoes